04.01.16

Dicas

voltar

Sono e aprendizagem: dormir bem é importante para a nota do vestibular

Já diziam nossas mães: “dormir bem é essencial para a saúde e para o corpo funcionar bem”. Você provavelmente já sabia disso – mas, na prática, a gente sabe que acaba sendo diferente, ainda mais no período pré-vestibular. Tensão, ansiedade e aquela pilha de conteúdos que espera por você pode fazer com que as horas de sono sejam cada vez mais curtas. Mas a gente já avisa: dormir é essencial não só para a saúde, mas também para o aprendizado e o desempenho no vestibular.
 
Porque o sono é tão importante para o aprendizado?
O sono é uma função biológica fundamental para diversas outras funções do nosso corpo. É enquanto dormimos que ocorre a manutenção da temperatura interna do organismo, a restauração da energia corporal e cerebral, e a consolidação da memória¹. Para quem não sabe, a consolidação da memória e o aprender têm muito a ver entre si. Por isso que a  memória, o processo de aprendizagem e a qualidade do sono possuem uma relação estreita.
De forma resumida: a privação do sono ou o famoso “sono picado” impedem que a gente tenha a fase REM de sono (a mais importante e profunda), responsável por reter aquilo que estudamos no dia e favorecer o aprendizado². Por isso que de nada adianta virar a noite e dormir poucas horas para poder dar conta dos conteúdos. O estudo é importante, mas tão importante quanto estudar é dormir bem para melhor absorver e processar todas as informações.
 
Dormir pouco (ou mal) também pode causar dores de cabeça
Além de prejudicar o aprendizado, dormir pouco ou mal faz com que você fique mais suscetível às dores de cabeça³ (entenda melhor aqui). E você já deve saber bem, né: quando bate aquela dorzinha, toda a concentração e o foco nos estudos vão embora. Por isso, são vários os motivos pelos quais você deve, sim, dedicar algumas boas horas do seu precioso tempo a um bom descanso. A sua saúde e nota no vestibular agradecem!
 
Para aprender melhor: cuide do seu sono
Já que o sono é megaimportante para a memória e o aprendizado, nada mais necessário do que cuidar direitinho dele. Nós lhe ajudamos a dormir bem para o vestibular!
- Durma de 6 a 8 horas por noite: cada organismo precisa de um tempo de descanso diferente; mas, de modo geral, de 6 a 8 horas por noite é o suficiente.
- Tenha uma rotina: em um dia você fica estudando e dorme pouco; no outro, tenta compensar o “sono atrasado”; e assim vai, sem ter uma rotina específica? Mude esse hábito e estabeleça horários para dormir e acordar! Em pouco tempo você regula o seu sono e passa a dormir muito melhor e mais facilmente.
- Relaxe mais: a ansiedade do vestibular costuma ser um dos motivos pelos quais os estudantes não conseguem dormir direito. Para isso, pratique exercícios físicos – que além de ajudarem a regular o sono, também eliminam a tensão e o estresse. 
- Guarde o smartphone: nada de pesquisas no Google ou visitinhas a redes sociais antes de dormir. É bem provável que só aqueles minutinhos se tornem horas, e você acabe indo dormir supertarde.
- Leia antes de dormir: reserve alguns minutos antes do seu descanso para descontrair e fazer alguma leitura leve e divertida. Além de ajudar você a relaxar, ler antes de dormir ajuda muitas pessoas para dormir mais rápido – mas nada de ficar se estendendo pelos capítulos, OK?
 
Referências:
 
1) Müller MR, Guimarães SS. Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida. Est Psi Campinas. 2007 out-dez; 24(4):519-528. 
2) Moraes CAT, Edelmuth DGL, Novo NF, Hübner CVK. Qualidade de sono em estudantes de medicina do método de aprendizado baseado em problemas. Rev FMRP. 2013;46(4)389-97.
3) Yagihara F, Lucchesi LM, Smith AKA, Speciali JG. Primary headaches and their relationship with sleep. Sleep Sci. 2012; 5(1): 28-32.