07.03.16

Dicas

voltar

SINTOMAS DA DENGUE

É causada pelo arbovírus do gênero Flavivírus, pertencente à família Flaviviridae. São conhecidos quatro sorotipos: 1, 2, 3 e 4, e sua transmissão ocorre pela picada de fêmeas dos mosquitos Aedes Aegypti.

Após infectado, o mosquito fica apto a transmitir o vírus após 8 a 12 dias de incubação. 

Não há transmissão por contato direto de um doente ou de suas secreções com uma pessoa sadia, nem de fontes de água ou alimento.

·         O período de incubação varia de 3 a 15 dias, sendo, em média, de 5 a 6 dias.

·         Período de transmissibilidade ocorre enquanto houver vírus no sangue do homem (período de viremia), que começa um dia antes do aparecimento da febre e vai até o 6º dia da doença.

·         A doença tem uma duração de 5 a 7 dias. Com o desaparecimento da febre, os sinais e sintomas regridem, podendo ainda persistir a fadiga.

Sinais e sintomas da Dengue clássica:

·         A primeira manifestação é a febre alta (39° a 40°C)

·         Cefaléia (dor de cabeça)

·         Mialgia (dores musculares)

·         Dor atrás dos olhos

·         Artralgia, (dores nas articulações (“juntas”))

·         Prostração, adinamia (“moleza, fraqueza”)

·         Anorexia (falta de apetite)

·         Náuseas, vômitos,

·         Exantema (manchas vermelhas com ou sem coceira)

·         Hepatomegalia (aumento do fígado) dolorosa

·         Em crianças, pode surgir dor abdominal

·         Adultos podem apresentar pequenas hemorragias: nasal, gengival, gastrointestinal, urinária, uterina e cutânea (parece picadas de pulga)

Sinais e sintomas da febre hemorrágica da Dengue (FHD):

·         No início, são semelhantes aos da dengue clássica, porém evoluem rapidamente para sangramentos abundantes internos (no tórax e abdômen) e até ao choque (pressão baixa, palidez, confusão mental).

·         Os casos típicos da FHD apresentam febre alta, hemorragias, hepatomegalia e insuficiência circulatória. (Pressão baixa, extremidades frias e roxas).

·         Nos casos graves de FHD, o choque geralmente ocorre entre o 3º e 7º dia de doença, precedido por um ou mais sinais de alerta, e pode levar ao óbito em 12 a 24 horas ou à recuperação rápida após terapia anti-choque apropriada.

Fontes:

1.       Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Vigilância em Saúde. Dengue- diagnóstico e manejo clínico (Adulto e criança). Brasíilia-DF:4ºedição; 2013

2.       Ministério da Saúde (Brasil). Fundação Nacional de Saúde. Dengue: aspectos epidemiológicos, diagnóstico e tratamento. – Brasília:-DF; 2002.

Crianças: Sinais e sintomas

·         Pode ser assintomática ou apresentar-se como um quadro clássico viral, ou com sinais e sintomas inespecíficos:  fraqueza, sonolência, recusa da alimentação e de líquidos, vômitos, diarreia ou fezes amolecidas.

·         Nos menores de dois anos de idade, especialmente em menores de seis meses, sintomas como dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares e dores nas articulações podem manifestar-se por choro persistente, fraqueza e irritabilidade, geralmente sem sintomas respiratórios, podendo ser confundidos com outras infecções febris, próprios da faixa etária.

·         Na criança, o início da doença pode passar despercebido e o quadro grave ser identificado como a primeira manifestação clínica. O agravamento, em geral, é súbito, diferente do que ocorre no adulto, que é gradual, em que os sinais de alarme são mais facilmente detectados.

Gestantes: aspectos clínicos

Os riscos para mãe infectada estão principalmente relacionados ao aumento de sangramentos de origem obstétrica e as alterações fisiológicas da gravidez, que podem interferir nas manifestações clínicas da doença.

Na mãe infectada durante a gestação, há risco aumentado de aborto e baixo peso ao nascer.

Considera-se caso suspeito de dengue todo paciente que:

·         Apresente febre aguda, com duração máxima de sete dias, acompanhada de pelo menos dois dos sinais ou sintomas como cefaleia, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas articulações, prostração ou manchas vermelhas na pele associados ou não a sangramentos ou hemorragias.

·         Esteve nos últimos 15 dias em área com transmissão de dengue ou que tenha a presença do Aedes aegypti.