09.12.15

Dor de cabeça

voltar

Chocolate e dor de cabeça: será que tem relação?

Famoso não só pelo sabor, mas também por ajudar a melhorar o humor – pois ajuda a produzir serotonina, hormônio relacionado ao humor –, o chocolate pode ser considerado benéfico para a saúde. Fonte de antioxidantes, minerais e aminas biogênicas, o seu consumo também pode atuar no combate ao estresse, doenças cardiovasculares e inflamações¹.
Porém, apesar de trazer muitos benefícios, também pode desencadear enxaquecas. Caracterizada por ser uma dor de cabeça geralmente unilateral e pulsátil com graus variados de intensidade e sintomas associados, a enxaqueca afeta cerca de 20% dos adultos em países industrializados. E como a gente já falou por aqui, as causas para essa dor tão incômoda podem ser das mais variadas, desde fatores emocionais – como estresse – até fatores hormonais e relacionados ao sono e à dieta¹.
Além do chocolate, outros alimentos também podem desencadear a enxaqueca, como o álcool, vinho tinto e café... E, ah, ficar muito tempo sem comer também pode dar dor de cabeça, viu¹?

Por que o chocolate pode desencadear a dor de cabeça?
Muitas pessoas costumam desenvolver crises de enxaqueca após o seu consumo. Especula-se que a razão está relacionada aos seus constituintes, mais precisamente no cacau, matéria-prima do produto e que é composto por metilxantinas e flavonoides¹. 
As metilxantinas do chocolate são compostas por teobromina e cafeína, substâncias que estimulam o sistema nervoso central. Acredita-se que o fator desencadeante da enxaqueca está no fato de que essas substâncias causem excitação no córtex¹.
Já os flavonoides causam vasodilatação, um dos principais fatores presentes no aparecimento das enxaquecas¹. 
Como alguns estudos já apontaram, 50% da suscetibilidade a enxaquecas é devido a fatores genéticos, ou seja, predisposição à doença¹. Então, se você já tem essa tendência, que tal ficar atento aos fatores que podem desencadear a dor? 
Uma dica é utilizar um caderninho de anotações para registrar se a enxaqueca aparece ou não depois do consumo de chocolate. E se você quiser, pode expandir esse hábito de registro para outros alimentos e situações em que a dor surge. Além de ajudar a descobrir e evitar o que poderá desencadear uma crise, você ainda tem um registro para mostrar ao seu médico caso as dores persistam.
 
Referências:
1. Évora SVL. A influência do Chocolate/Cacau no aparecimento da Enxaqueca [dissertação]. Covilhã: Universidade da Beira Interior; 2014.